O desconsolo

Antes disso tive que voltar ao apartamento. Entrar no que pareciam ser os destroços do navio afundado. Ainda estavam bonitos, brilhantes e reluzentes, afinal o naufrágio era muito recente. Mas doía demais olhar para aquele brilho todo e saber que aquilo não era mais minha vida. Não me pertencia. Nada daquilo era meu. Era preciso admitir que a luz que reluzia era uma bijuteria e não uma joia. Mas era MINHA bijuteria. Eram MEUS cacos e mesmo quebrados e amassados, era daquilo que eu vivia. E agora? Qual seria a matéria-prima da minha vida? O que eu poderia usar para construir tudo de novo? Eu não quero construir nada. Quero minha vida de volta. Meu Deus como dói quanto te arrancam tua vida. É como tirar um bebê do útero da mãe. Eu tinha tudo: uma casa, um amor, uma cama. Tinha o conforto de uma relação, o consolo de uma companhia. E agora me tiraram tudo. Sem explicação. Era a negação que confrontava meus sentidos: não, isso é um pesadelo, isso não está acontecendo comigo. Eu não posso perder tudo assim…

Mas será que eu tinha mesmo tudo?

Não dava para enxergar o que era claro. A dor cegava meus olhos e confundia meu cérebro. Eu não via o que era real. Não sentia a realidade que gritava em meus ouvidos: VOCÊ NÃO ERA FELIZ AQUI! VOCÊ NÃO QUERIA ESSA VIDA! ESSA NÃO ERA SUA CASA! Eu tapava as orelhas com as mãos como uma criança teimosa. A única voz que ouvia era de um eu aflito, agoniado, amargurado, desconsolado. Mas aquele desconsolo todo há de ser normal quando o fim chega, mesmo que fosse esperado. É como um animal que sofre sem cura e precisa ser sacrificado. Mesmo sabendo, bem no fundo, que o sacrifício vai ser melhor, ele reluta em dizer adeus à própria vida.

Anúncios


Comente aqui

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s