Livre

Ela chegou aos poucos, tímida, quieta, insegura.
Não sabia se aquele coração era um lugar confiável para se estar.
Então ficou um dia, mas não muito à vontade.
No segundo dia sentia-se melhor. Como uma hóspede muito bem recebida.
Mais alguns dias se passaram até que finalmente ela se sentiu em casa.
Desfez as malas, mudou a decoração.
Ainda há algumas coisas para mudar, cores da parede, porta-retratos antigos.
Mas ela decidiu. A LIBERDADE resolveu que já era hora de morar de vez naquele coração.

Anúncios


Comente aqui

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s