Sobre o jornalismo II

O papel do jornalista na sociedade é ser o jurado que contesta os fatos, que analisa criteriosamente as primeiras impressões e levanta a dúvida. Por isso a escolha da peça Doze homens e uma sentença para abrir o seminário foi tão acertiva.

O jornalista é, ou deve ser, por natureza, um questionador. Ele levanta uma dúvida razoável sobre os gastos do governo, sobre as provas de um crime, sobre a idoneidade de uma empresa ou de uma campanha política, sobre o sistema de saúde pública. Levanta dúvidas e vai atrás de respostas para construir a matéria, ou levanta dúvidas sobre uma matéria pronta e corrige as incertezas.

Mas será que é assim no Brasil? Será que nós jornalistas duvidamos das declarações que nos são oferecidas feito pastel de feira por políticos, autoridades, especialistas? Nosso papel é duvidar e não engolir o que vem pronto das assessorias de imprensa, como cães que aceitam restos de comida.

É certo que, como Dines colocou em sua palestra, a imprensa brasileira é tardia. O primeiro jornal impresso surgiu em terras tupiniquins 308 anos depois do descobrimento. Nos EUA, bem como em outros países, a imprensa tem muito mais experiência, maturidade e distribuição. O jornalismo regional por exemplo, que poderia ser um forte instrumento para levantar dúvidas, ainda é muito fraco em nosso país. Os jornais americanos do interior são tão fortes em suas regiões quanto os grandes veículos das capitais. As cidades retratadas nos velhos filmes de faroeste tinham sempre o Saloon, a delegacia e o jornal. Frequentemente um dos personagens era um jornalista que desvendava os crimes que a polícia não resolvia.

Muita coisa ainda precisa mudar no Brasil. Muitos processos preciso evoluir e isso leva tempo. Talvez algumas gerações…

Nem por isso devemos usar a história como desculpa. É importante plantar a semente da dúvida agora, mesmo que ela demore séculos para florescer e que todos ainda duvidem.

Anúncios


Comente aqui

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s